Apple reabre algumas das lojas na China após susto com o coronavírus

nidades de Beijing serão reabertas, mas funcionarão em horário reduzido
A Apple anunciou que vai relaxar um pouco as medidas que tomou para conter a disseminação do coronavírus entre seus funcionários. A empresa afirmou que reabrirá algumas de suas lojas em Beijing, que haviam sido fechadas por causa da ameaça do vírus.

A decisão ainda não é válida para todas as lojas chinesas, e vale apenas para as de Beijing, enquanto as unidades de Shenzhen e Xangai continuarão fechadas. Os estabelecimentos funcionarão com horário limitado: em vez de operar das 10h às 22h, como é o costume, elas estarão abertas apenas entre as 11h e as 18h.

Da mesma forma, a empresa começou a reabrir seus escritórios e centros de suporte desde a última semana, mais especificamente desde o dia 8 de fevereiro. No entanto, os clientes receberam a recomendação de usar uma máscara de proteção e cooperarem com a checagem de temperatura corporal.

O coronavírus se provou um problema para a Apple. Além da paralisação das operações de suas lojas e escritórios, a empresa também precisou lidar com problemas nas linhas de montagem, já que a Foxconn, responsável pela produção dos iPhones e outros produtos da companhia, precisou interromper suas atividades para evitar a disseminação do vírus, o que pode atrasar a linha de produção e afetar os próximos iPhones.

 

Fonte Olhar Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

Devido a Lei de Quarentena da COVID-19, estaremos postando a agenda cultural de SC de 2020 após restabelecimento do controle da doença.

Facebook

Intervalo Cultural

Parceiros