Músico chapecoense é o único membro da América Latina em Conselho Internacional

O professor de violão e produtor cultural Daniel de Lima, de Chapecó (Santa Catarina), foi selecionado para integrar o Conselho Diretor da Associação Suzuki das Américas (Suzuki Association of the Americas – SAA, em inglês). O conselho é formado por 13 professores de música dos Estados Unidos e do Canadá e agora também do Brasil. Daniel é o único membro da América Latina e permanece no cargo até julho de 2023.

A última seleção de conselheiros da entidade apostou em uma maior pluralidade de membros. Além de conceder vaga ao artista brasileiro, o Conselho Diretor também abriu para participação de músicos negros. “Sinal de que a associação tem se preocupado em tornar o conselho mais heterogêneo. Essa é uma das demandas que se intensificaram depois da morte de George Floyd, em maio, o que acarretou uma série de protestos nos Estados Unidos”, explica Daniel.

Um dos principais programas da SAA é a capacitação de professores de música. Hoje existem cerca de 200 professores capacitadores no continente, dos quais 11 residem na América do Sul e um na América Central. No Brasil, são apenas três. Daniel tem produzido vários desses cursos em Chapecó, trazendo professores capacitadores dos Estados Unidos, Argentina e Brasil, o que tem atraído educadores musicais de todas as regiões do país.

O músico chapecoense acredita que a pluralidade formada no Conselho Diretor da Associação Suzuki das Américas permitirá o debate de novas percepções relacionadas à democratização do acesso ao Método Suzuki. “Nós músicos brasileiros e da América Latina temos uma realidade diferente da América do Norte. Ao inserir no Conselho membros que possuem essa vivência, o debate se torna mais diversificado”, pontua.

Associação Suzuki das Américas

A associação tem o objetivo de apoiar, orientar e promover a educação Suzuki nas Américas do Sul, Central e do Norte. Fundada em 1972, a organização não tem fins lucrativos. Seus membros, aproximadamente 8 mil, são os professores, pais, educadores e todos que se dedicam a tornar a música e a educação infantil acessíveis por meio do Método Suzuki.

A entidade possui associados em 18 países das Américas e o Brasil é o terceiro país em número de membros, só perdendo para os Estados Unidos e para o Canadá. O Conselho Diretor, por sua vez, é formado por membros da associação e tem como finalidade definir as prioridades da instituição.

Método Suzuki

Há mais de 70 anos o violinista japonês Shinichi Suzuki percebeu a facilidade com que as crianças aprendem suas línguas nativas. Por isso, aplicou princípios básicos do aprendizado da linguagem ao aprendizado da música e chamou o método de abordagem da língua materna. O músico enfatizou também a importância da participação dos pais, o encorajamento amoroso e a repetição constante como pontos-chave da sua metodologia de ensino.

O Método Suzuki prevê uma formação musical consistente. Ao mesmo tempo, dá uma grande importância para as estratégias de ensino que valorizam o relacionamento do professor com os alunos e com os pais. De acordo com Suzuki, isso é fundamental para uma aprendizagem efetiva. “Hoje conseguimos aplicar também aos alunos adultos. É possível avançar significativamente na qualidade técnica e musical através deste método”, explica Daniel.

Experiência e formação profissional

Daniel de Lima tem mestrado em música pela University of Southern Mississippi e é bacharel em violão pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Já produziu mais de uma dezena de cursos de capacitação para professores Suzuki e atua ensinando crianças e adultos a tocar violão pelo método Suzuki.

Com seus alunos adultos formou o Quarteto de Violões de Chapecó, que em 2019 lançou um EP nas plataformas digitais, além de dois videoclipes no YouTube. Tem um canal no YouTube chamado “Aprendendo a Ensinar Violão”, no qual compartilha dicas e estratégias didáticas com professores de música.

 

Fonte: Ass Com Bruna Deitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

Devido a Lei de Quarentena da COVID-19, estaremos postando a agenda cultural de SC de 2020 após restabelecimento do controle da doença.

Facebook

Intervalo Cultural

Parceiros