Meninos de ouro

No último fim-de-semana, a cidade de Balneário Camboriú sediou mais uma edição do Torneio Brasileiro de Taekwondo Songahm, válida pela a segunda etapa do circuito nacional. Apesar dos dias nublados e a chuva fraca que apareceu constante, os dois meninos de Chapecó fizeram o brilho dourado das medalhas ficar no oeste catarinense.
Frederico Rios, 10 anos, disputou quatro categorias distintas entre os meninos de 9 e 10 anos. Faturou prata na competição de armas orientais e o ouro na disputa de “poomae-se”, movimentos individuais de precisão e força que simulam um combate. “É fascinante para quem pode acompanhar o dia-a-dia destes alunos, o quanto eles focam e o quanto eles se dedicam para ter condições de fazerem boas apresentações nos eventos”, explica o professor Arnaldo Recchia.
Aos 8 anos de idade, Vicenzo Radavelli, conquistou o título absoluta de sua categoria, apesar de ser um dos menores do grupo. Das quatro modalidades possíveis de participar, o jovem atleta conquistou quatro medalhas de ouro. Um feito incomum, mas já há perseguido por Vicenzo há anos. “Desde 2017 ele participa do torneio em Balneário (Camboriú), e sempre com ótimas apresentações, no ano passado ficou com três ouros e uma prata, desta vez ele foi ainda mais incrível”, conta Recchia.
Uma meninada que enche de orgulho professores e colegas, mas emociona os pais. “Claro que a gente cobra, mas a partir do entendimento que é algo que ele quer. Eu pergunto à ele se ele está disposto de participar, viajar e competir. Quando ele diz que quer, diz que quer ser campeão, só me resta auxiliar ele. Estudando junto e muitas vezes treinando junto, mesmo sem saber treinar direito”, conta o pai de Vicenzo, o empresário Renan Radavelli.
Ter o suporte dos pais não é nenhuma novidade para Frederico, há muitos anos seus pais conhecem os caminhos do taekwondo. “Vivo este universo há mais de dez anos, antes era com a irmã mais velha, agora é o Fred”, lembra a farmacêutica, Silva Rios.
O torneio de Balneário Camboriú contou com cerca de 700 competidores.
A partir de agora, uma pausa nas competições da ATA. O próximo compromisso dos atletas é a primeira etapa do Catarinense em abril de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

a exposição “O que VEM antes da nuVEM” faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Serão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas “nuvens”. A abertura da exposição será na quinta-feira, 19, às 19h. A visitação segue até o dia 29 de fevereiro de 2020, com entrada gratuita, de terça a domingo das 10h às 21h. O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz. O e-mail de contato é agendamentomis@fcc.sc.gov.br. Para os meses de janeiro e fevereiro estão programadas atividades paralenas, como oficinas e bate-papos.
Exposição “Narrativas (dis)corridas” // A exposição segue na Galeria Municipal de Arte Dalme Marie Grando Rauen, Praça Coronel, até o dia 01 de março de 2020. O horário de visita da exposição é terça à sexta-feira das 09 às 12 horas e das 13 às 16 horas. Sábados, domingos e feriados o horário é das 14 às 17 horas. É possível agendar visitas guiadas através do telefone (49) 3321-8509 ou pelo e-mail artesvisuais@chapeco.sc.gov.br.

Facebook

Intervalo Cultural