Escola de Artes realiza exposição “O Desenho depois do Desenho”

Entre os dias 26 de abril e 24 de maio a Escola de Artes de Chapecó, por meio da área de Artes Visuais, apresenta ao público a mostra “O Desenho depois do Desenho”, com trabalhos de duas ex-alunas do curso de Desenho: Maria Cecília Pozzer Baggio e Caroline Gonçalves da Rosa, cujas produções, apesar de tão diferenciadas tecnicamente, possuem uma conversa íntima e profunda em relação à representação do ser humano. A abertura oficial da exposição será nesta sexta-feira (26/04), às 19 horas no hall de entrada da Escola de Artes, com a curadoria do professor Sidimar Geremia.

O projeto “O Desenho depois do Desenho” surgiu há cerca de 5 anos, com o objetivo de investigar e incentivar a produção dos alunos após a conclusão do curso, por isso também o nome da exposição. Na sua primeira edição uma mostra coletiva, apresentaram seus trabalhos artistas das mais variadas técnicas e temáticas: Graffiti, Desenho Digital, objetos e o próprio desenho na sua acepção tradicional. Nas edições seguintes, aconteceram mostras individuais e desta vez, a opção foi um Duo de Estudantes/Artistas que se destacaram no curso pela sensibilidade e técnica apurada.

O Curso de Desenho da Escola de Artes destina-se a um público a partir dos 13 anos. No decorrer dos dois primeiros anos, o educando tem contato com os mais diversos materiais, bem como os códigos da linguagem das artes visuais, que são utilizados como meio não apenas de concretizar o que se quer expressar, mas também como forma de ler e reconhecer os objetos da produção artística da humanidade. No terceiro e último ano deste curso o aluno une os conhecimentos técnicos e teóricos adquiridos nos dois anos iniciais com seu universo simbólico ou preferências pessoais, que podem estar ligados a seus fazeres, suas memórias, ou até mesmo projeções futuras, encontrando um caminho para sua pesquisa final. Esta proposta é requisito básico para a sua formação no curso, bem como o desenvolvimento da criatividade e um vislumbrar de novas possibilidades artísticas.

A artista Maria Cecília afirma não acreditar que a expressividade tenha uma idade certa, apenas que muda o jeito de pensar ao longo dos anos. “Ao observarmos seus desenhos, logo reconhecemos suas identificações pessoais: Animes, Mangás, personagens e símbolos são representados e apresentados com enorme vigor e expressividade”, comentou. Já para Caroline os seres humanos são livres e podem imaginar, sentir, crer da forma mais certa e pura ao nosso ponto de vista ou simplesmente não crer, não sentir e não imaginar. “Eu mostro a variedade de etnias e miscigenações da nossa sociedade, algo que penso particularmente que não poderia faltar”. Esta relação está representada de forma hiper-realista, principalmente através da aquarela, em seus desenhos, ao mesmo tempo delicada e contundentemente”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

A Arena mais Safada do Brasil já tem data para chegar em Chapecó 😱😱 Dia 14 de Novembro, véspera de feriado, Arena Safadão Chapecó 😍😍 Wesley Safadão, Kevinho, Gustavo Mioto e Diego Strada prometem fazer dessa noite a mais animada que você já viu 💥💃🕺 Anote na sua agenda, dia 14 de novembro, véspera de feriado, tem Arena Safadão Chapecó.
ARMANDINHO 10 | AGOSTO | SÁBADO | 22h No dia 10 de AGOSTO, Xanxerê irá receber o show de ARMANDINHO com sua nova tour! Armando Antônio Silveira da Silveira, mais conhecido pelo seu nome artístico Armandinho, é um cantor e compositor brasileiro de reggae e pop. Seu primeiro álbum de estúdio, Armandinho, foi lançado em 2002 e recebeu o disco de ouro pela venda superior a 100 mil cópias. Algumas de suas canções de sucesso são: “Desenho de Deus”, “Semente”, “Analua”, “Ursinho de Dormir”, “Outra noite que se vai”, “Sol Loiro” e “A Ilha”.

Facebook

Intervalo Cultural