Decorare valoriza o artesanato indígena

Valorizar e preservar a cultura indígena, esse é o objetivo da Decorare ao trazer para a Mostra, o artesanato dos kaingangs da Aldeia Condá. Eles produziram objetos de decoração para vários ambientes. Um exemplo é o Restaurante Maluana, que resgata os costumes e a cultura dos povos indígenas que também participam e escrevem ahistória de Chapecó.

Logo na entrada do Restaurante, retratos que contam um pouco da história destes povos já estão nas paredes. Os balaios se transformam em luminárias que deixam o espaço ainda mais aconchegante. Colares também decoram o ambiente, assim como os porta guardanapos, tudo artesanal. Um trabalho minucioso, que exige dedicação e nesse caso, delicadeza.

A inclusão dos povos indígenas na Decorare faz parte do contexto da Mostra, que tem como tema História, Cultura e Memória: Chapecó Cidade das Rosas. “Receber estes artesãos aqui na Mostra é um momento muito importante e especial para todos nós. Porque queremos agradecer a eles, por todo trabalho, empenho e dedicação. Esse espaço também é deles, e ficamos felizes em ver que eles se sentiram valorizados e acolhidos com esta oportunidade de mostrar para todos, o que é produzido lá na Aldeia”, ressalta o organizador da Decorare, Thiago Freitas.

Fotos e texto:  Eliana Losekann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

Devido a Lei de Quarentena da COVID-19, estaremos postando a agenda cultural de SC de 2020 após restabelecimento do controle da doença.

Facebook

Intervalo Cultural

Parceiros