Como uma região de deserto de Israel se tornou referência em inovação

A cidade de Berseba, localizada no deserto de Negev, em Israel, tornou-se nos últimos anos um grande polo de tecnologia e inovação mundial. O País possui o maior número de startups em termos per capita do mundo e se destaca como o maior investidor nessa área. Berseba criou um ecossistema de inovação que é destaque em cibersegurança e que é exemplo para diversos outros países.

O sucesso do ecossistema de inovação de Berseba se deu, principalmente, pela presença de diferentes atores que se instalaram na região, como universidades, empresas, hospitais e parques tecnológicos. As informações são do especialista em desenvolvimento de ecossistemas e fundador da Tech7, organização que conecta os membros do ecossistema tecnológico do Sul de Israel, Yotam Tzuker, durante o evento Conexão Desbravalley Brasil – Israel, que ocorre nesta segunda e terça-feira (24 e 25), em Chapecó. Também participa do evento a coordenadora do Tech7 Juniors, Judith Rachel Charbit.

O gerente regional Oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, destacou que o objetivo é aproximar a comunidade de tecnologia de Israel ao ecossistema de inovação da região Oeste e conectar as soluções de empresas e startups catarinenses à iniciativa internacional. O evento é promovido pela Fundação Científica e Tecnológica em Energias Renováveis (FCTER), com correalização do Sebrae/SC, parceria das universidades regionais, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), Prefeitura Municipal de Chapecó e apoio dos demais membros do ecossistema de inovação do Oeste – Desbravalley.

Tzuker palestrou sobre “Desafios e soluções para o ecossistema de inovação: caso Israel”, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes. De acordo com ele, Chapecó tem características semelhantes com Berseba, como ser uma cidade distante dos grandes centros e ter potencial para desenvolver um ecossistema de inovação forte. Para ele, é preciso fortalecer o setor no qual a região se destaca, no caso de Berseba, o investimento foi em cibersegurança, tornando-a nos últimos anos o principal cluster de pesquisa no setor do mundo.

Para o Oeste, ele destacou a tecnologia em alimentos. “É preciso fortalecer esse ecossistema, com participação da iniciativa privada, universidades e governos”, comentou acrescentando que para desenvolver um ecossistema é fundamental ter a presença de empresas multinacionais. “Chapecó já possui grandes empresas. Com líderes globais estabelecendo centros de pesquisa e desenvolvimento torna-se mais fácil atrair capital humano”, frisou.

Yotam enfatizou a importância de criar uma cultura de empreendedorismo. Em Israel existem de 6 a 7 mil startups, mais de 120 delas na região de Berseba. No País, foram criados programas de inovação, com atuação forte com adolescentes, incentivando-os ao empreendedorismo. “Colaboramos com diversos países, como Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Holanda e agora nossa missão é no Brasil”, comentou Yotam. Ele acredita no ecossistema brasileiro e visualiza boas oportunidades de conectar o País com Israel.

Por meio da Tech7 Juniors, trabalha-se com adolescentes, inserindo-os e conectando-os ao ecossistema de inovação de Berseba. “Estimulamos eles a pensarem diferente e irem atrás dos sonhos. Hoje, um jovem com 17 anos pode abrir um negócio, ter uma startup. As opções estão abertas através da internet e da tecnologia, mas é preciso educar os adolescentes para usar a internet para bons propósitos. Adolescentes são talentosos em qualquer lugar do mundo, mas a estrada é longa”, observou Judith. Para avançar nesse caminho, Berseba criou programas que inserem os jovens dentro das empresas de tecnologia, com mentorias e outras atividades para estimular. “Não dizemos para eles o que fazer, mas criamos conexões”, frisou Judith acrescentando a importância desse investimento em capital humano para os próximos anos.

STARTUPS E EMPRESAS DO OESTE

Durante o evento, cinco startups da região participaram de pitchs e teve apresentação de grandes empresas que explanaram sobre suas iniciativas na área de inovação. Participaram as startups PackID, Kemia, Bionexus, AgroSimulador Neokohm. As empresas foram a Aurora Alimentos, BRF e Coopercarga. Também ocorreu uma palestra sobre o cenário do agronegócio.

Yotam e Judith conheceram, ainda, a ACIC Chapecó e participaram de uma reunião com as universidades da região Oeste. Estiveram presentes a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Unochapecó, SESI/SENAI, Unoesc, Uceff Faculdades, IFSC, Udesc, Parque Tecnológico Chapecó@, Sebrae e FCTER. Eles participaram também de reunião com a diretoria da ACIC e falaram sobre o caso de Israel para os empresários.

Integrou o Conexão Desbravalley Brasil – Israel, nessa segunda-feira (24), o lançamento do Portal Desbravalley: www.desbravalley.com.br.

Nesta terça-feira (25), a programação segue com visitas a empresas e universidades e palestra almoço “Expansão de negócios fora dos grandes centros: Tech7 Israel”, às 11h30, no Restaurante Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

A Arena mais Safada do Brasil já tem data para chegar em Chapecó 😱😱 Dia 14 de Novembro, véspera de feriado, Arena Safadão Chapecó 😍😍 Wesley Safadão, Kevinho, Gustavo Mioto e Diego Strada prometem fazer dessa noite a mais animada que você já viu 💥💃🕺 Anote na sua agenda, dia 14 de novembro, véspera de feriado, tem Arena Safadão Chapecó.
ARMANDINHO 10 | AGOSTO | SÁBADO | 22h No dia 10 de AGOSTO, Xanxerê irá receber o show de ARMANDINHO com sua nova tour! Armando Antônio Silveira da Silveira, mais conhecido pelo seu nome artístico Armandinho, é um cantor e compositor brasileiro de reggae e pop. Seu primeiro álbum de estúdio, Armandinho, foi lançado em 2002 e recebeu o disco de ouro pela venda superior a 100 mil cópias. Algumas de suas canções de sucesso são: “Desenho de Deus”, “Semente”, “Analua”, “Ursinho de Dormir”, “Outra noite que se vai”, “Sol Loiro” e “A Ilha”.

Facebook

Intervalo Cultural