Biblioteca Pública de Chapecó comemora 79 anos de história

Na terça-feira 19 de novembro, a Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella de Chapecó comemora 79 anos. E para marcar a data, uma programação especial está sendo preparada. Ela inicia às 19h30 com a apresentação da Orquestra de Violões do Programa Arte Cidadã, desenvolvido pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Cultura. Em seguida será apresentado um apanhado sobre a “Evolução do catálogo da Biblioteca Pública”. Está apresentação será conduzida pela acadêmica de Biblioteconomia da Unochapecó Rosa Nobre sob orientação do Professor Marcelo Votto Teixeira. Rosa Nobre também é servidora da Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella e escolheu como tema do seu Trabalho de Conclusão do Curso – TCC abordar a evolução do catálogo da Biblioteca Pública entre outros objetivos.

Os catálogos de bibliotecas possuem a função de acesso à informação, permitindo aos usuários encontrar os materiais bibliográficos pelo assunto, autor, título ou pela descrição física. O catálogo é a principal forma para recuperar a informação em bibliotecas, sendo que o mesmo direciona a localização física na estante, do material a ser recuperado. Dessa forma acessando o catálogo, o usuário pode: saber se a biblioteca possui o item desejado e, se tem, onde ele está localizado no acervo.

Ao longo destes 79 anos o catálogo da Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella passou por diversas transformações. Durante muito tempo o catálogo foi impresso, com o passar dos anos e o uso das tecnologias o catálogo passou a ser parcialmente eletrônico. Mas somente a partir de 2016 com a contratação do profissional bibliotecário é que de forma definitiva o catálogo passa a ser eletrônico e disponível para que qualquer pessoa de qualquer local possa acessar remotamente e consultar os títulos e exemplares disponíveis na Biblioteca. A comemoração é aberta ao público e de acordo com a coordenadora e bibliotecária Caroline Miotto Pecini tem como objetivo estreitar os laços com a comunidade chapecoense, evidenciando a Biblioteca Pública como um espaço que está aberto para todos os cidadãos que buscam informação, leitura, conhecimento, lazer e cultura.

Histórico

No dia 18 de novembro de 1940 foi criada, pelo prefeito João Elói Mendes, a Biblioteca Pública Municipal de Chapecó. Começou pequena com cerca de 100 livros disponíveis à comunidade. Em 1983, ganhou um nome especial, Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella, em homenagem à Diretora da Biblioteca entre os anos de 1978 e 1983. Neiva era pintora, aperfeiçoou-se em Administração Pública e Bibliotecas. Desenvolveu inúmeros trabalhos que fortaleceram o cenário cultural chapecoense, sendo incentivadora das artes.

Quase oito décadas depois, a Biblioteca atualizou-se. Hoje o acervo chega a quase 30 mil itens e conta com 26 mil usuários cadastrados e mais de 8 mil usuários ativos. Muito mais do que um lugar em que se empresta e se devolve livros, a Biblioteca Municipal vem sendo um espaço vivo, local de capacitações, de atividades culturais, de lazer e de memórias da comunidade.

Biblioteca Pública

Oferece a comunidade os serviços de: pesquisa, empréstimo de obras, espaço para leitura, consulta aos jornais diários, espaço infantil com jogos e livros, acesso a computadores com internet, e rede wi-fi. Além de programações culturais. Para associar-se na Biblioteca é necessário apresentar documento de identidade e um comprovante de residência atualizado. O cadastro pode ser feito por pessoas de qualquer idade, quando menores de 12 anos acompanhados pelos pais ou responsáveis. O associado pode retirar até dois livros por vez, devolvendo-os em 15 dias, sendo possível uma renovação por igual período.

A Biblioteca é composta pelos seguintes setores:

Setor de Empréstimo:
Responsável por emprestar livros aos sócios. São disponibilizados livros de literatura, técnicos, infantis, juvenis, didático, autoajuda, literaturas exigidas em vestibulares, acervo em braille, audiolivros e outros.

Setor de Pesquisa:
Dispõe para consulta local enciclopédias, livros didáticos, técnico-científico das principais áreas do conhecimento, jornais, materiais sobre a história de Chapecó e serviço de cópias e impressões.

Setor de Processamento Técnico:
Nesse setor é realizado o recebimento das obras adquiridas por doação ou compra. Posteriormente é realizada a conferência, catalogação e classificação de todos os materiais bibliográficos de acordo com a Classificação Decimal de Dewey (CDD) e o Código de Catalogação Anglo Americano (AACR2) e após a impressão de etiquetas para identificação das obras nas estantes.

Setor de Restauração:
Desenvolve o trabalho permanente de conservação, preservação e recuperação das obras que compõem o acervo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

Devido a Lei de Quarentena da COVID-19, estaremos postando a agenda cultural de SC de 2020 após restabelecimento do controle da doença.

Facebook

Intervalo Cultural

Parceiros