Associação Coral de Chapecó comemora 43 anos.

A Associação Coral de Chapecó completa neste mês de julho, 43 anos de história e para comemorar esta importante data realiza no dia 4 de julho um espetáculo inédito de música e dança. O evento acontece em Chapecó, às 19h, no Teatro Municipal do Centro e Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, e traz para o palco apresentações com a Associação Coral, Grupo Folclórico Jupem de Erechim, e Grupo de Danças e Orquestra ZPi-PW de Varsóvia, na Polônia.

 

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria no Centro de Eventos, na Rua Assis Brasil, 20D, a partir do dia 1º de julho, no valor de R$10, meia entrada, e R$20, inteira. O objetivo do evento é oportunizar uma nova experiência para a comunidade, trazer a vivência de novas culturas e comemorar a história da Associação Coral de Chapecó.

 

 

História da Associação

 

Fundada em 5 de Julho de 1975 a Associação Coral de Chapecó traz para as suas apresentações, além de um variado e eclético repertório, a história de Chapecó. O Grupo, filiado na Liga Oestina de Corais, leva o nome do Município para diferentes localidades. Desde o início de sua trajetória já passou pelos três estados do Sul do país, passando por diferentes municípios, fez turnê pela Serra Gaúcha, se apresentou em Festivais em todo o território Nacional, e o do Festival Internacional em Córdoba, na Argentina. Em 2016 representou o Brasil na Cidade dos Andes, no Chile, no XI Festival Internacional de Corais. Foi agraciada pelo Governo do Estado com a Medalha Cruz e Sousa, maior honraria em Santa Catarina destinada a quem desenvolve ações de mérito cultural. Atualmente é composta por 50 integrantes, regidos pelo Maestro Artêmio Tibola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

a exposição “O que VEM antes da nuVEM” faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Serão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas “nuvens”. A abertura da exposição será na quinta-feira, 19, às 19h. A visitação segue até o dia 29 de fevereiro de 2020, com entrada gratuita, de terça a domingo das 10h às 21h. O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz. O e-mail de contato é agendamentomis@fcc.sc.gov.br. Para os meses de janeiro e fevereiro estão programadas atividades paralenas, como oficinas e bate-papos.
Exposição “Narrativas (dis)corridas” // A exposição segue na Galeria Municipal de Arte Dalme Marie Grando Rauen, Praça Coronel, até o dia 01 de março de 2020. O horário de visita da exposição é terça à sexta-feira das 09 às 12 horas e das 13 às 16 horas. Sábados, domingos e feriados o horário é das 14 às 17 horas. É possível agendar visitas guiadas através do telefone (49) 3321-8509 ou pelo e-mail artesvisuais@chapeco.sc.gov.br.

Facebook

Intervalo Cultural