Apple vai pagar US$ 100 mil a quem achar bugs no iCloud

Premiação faz parte do programa de recompensas da gigante de tecnologia; pagamento pode chegar a US$ 1 milhão por outras falhas

A Apple anunciou, nesta quinta-feira (19), a abertura do seu programa de recompensas para quem encontrar bugs para as últimas versões publicamente disponíveis do iOS, iPadOS, macOS, tvOS e watchOS. Os pesquisadores que reportarem com clareza falhas no sistema ao Apple Product Security receberão um grande pagamento, dependendo do erro descoberto.

As categorias de recompensas foram descritas em um post na página de desenvolvedores da Apple. Elas incluem: bugs no iCloud, ataques de dispositivos via acesso físico, ataques de rede com interação do usuário e muito mais. Os pagamentos variam de US$ 100 mil a US$ 1 milhão.

No início deste ano, a Apple ofereceu iPhones especiais especificamente para pesquisadores de segurança na Black Hat, uma conferência de cibersegurança em Las Vegas. A empresa lançou seu programa de recompensas em 2016 e ofereceu aos pesquisadores até US$ 200 mil para encontrarem vulnerabilidades no sistema.

O Google e o Facebook também ofereceram recompensas para pesquisadores e hackers que investigaram suas brechas de segurança no ano passado. Outras empresas com alta atividade de computadores, como Microsoft, Yahoo, Chrysler e United Airlines, também ofereceram recompensas por bugs.

Fonte: CNet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

a exposição “O que VEM antes da nuVEM” faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Serão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas “nuvens”. A abertura da exposição será na quinta-feira, 19, às 19h. A visitação segue até o dia 29 de fevereiro de 2020, com entrada gratuita, de terça a domingo das 10h às 21h. O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz. O e-mail de contato é agendamentomis@fcc.sc.gov.br. Para os meses de janeiro e fevereiro estão programadas atividades paralenas, como oficinas e bate-papos.
Exposição “Narrativas (dis)corridas” // A exposição segue na Galeria Municipal de Arte Dalme Marie Grando Rauen, Praça Coronel, até o dia 01 de março de 2020. O horário de visita da exposição é terça à sexta-feira das 09 às 12 horas e das 13 às 16 horas. Sábados, domingos e feriados o horário é das 14 às 17 horas. É possível agendar visitas guiadas através do telefone (49) 3321-8509 ou pelo e-mail artesvisuais@chapeco.sc.gov.br.

Facebook

Intervalo Cultural