1ª Gibiteca de Chapecó está sendo ampliada

A Gibiteca Silmar Geremia está sendo ampliada. A ação é desenvolvida a partir de uma parceria entre Escola de Artes, Associação de Pais e Professores, Secretaria de Cultura e a empresa ALT – Acessoline Telecom. A partir de iniciativa da empresa a Gibiteca ganha uma cara nova, seu espaço, que fica junto a Escola de Artes na Avenida Nereu Ramos, 729D, está sendo reestruturado para a melhor comodidade dos leitores. Além disso, novas estantes garantem que um número maior de obras estejam disponíveis para a comunidade. Ao todo o investimento é de cerca de R$ 7 mil e a reinauguração está marcada para 11 de março, às 19h30.

 

O espaço inaugurou há um ano pela iniciativa do professor de Artes Visuais Sidi Geremia. Os primeiros cerca de 1 mil exemplares foram doados por ele e sua família após o falecimento do irmão Silmar, que tinha uma considerável coleção particular de gibis. A ação deu início a um trabalho inédito no Município: a primeira Gibiteca de Chapecó.

 

Menos de um ano depois o espaço soma mais de 12 mil obras vindas de doações de coleções particulares de diferentes lugares do País. Dentre as peças disponíveis para consulta no local, obras como a série “Marvels” ilustrada em aquarela pelo artista norte-americano Alex Ross e originais do Frank Miller, como “300 de Esparta” e “Batman, o Cavaleiro das Trevas”, integram o acervo. Além de títulos expressivos como o Hulk e o Homem Aranha, com mais de 100 revistas de cada um dos personagens.

 

 

Novidade

 

Este ano, além da ampliação, o espaço tem uma novidade: o empréstimo das Histórias em Quadrinhos (HQ’s). Os usuários poderão retirar cerca de 2 HQ’s, por até 14 dias, após cadastro mediante apresentação de documento de identidade e comprovante de residência, sendo neste primeiro momento, perante matrícula na Escola. Todos os exemplares também estão disponíveis para consulta local.

 

 

Agendamentos

 

Além de ser um local de empréstimo e devolução de gibis, a Gibiteca também é um espaço de pesquisa e estudo. Por isso faz agendamentos de turmas de escolas públicas e privadas para conhecer e ter acesso aos gibis disponíveis. Uma maneira de incentivar nos estudantes de todas as idades o gosto pela leitura desse gênero literário, pelo desenho e pelas artes, oportunizando novas maneiras de construir o conhecimento. Em 2018 passaram pelo espaço, a partir das visitas agendadas com monitoramento, mais de 400 estudantes de 9 instituições de ensino. Para fazer o agendamento as escolas podem fazer contato pelo telefone 3328 6068.

 

“Queremos cada vez mais que a comunidade se aproprie desse espaço incrível, que conta, a partir desta ampliação, com cerca de 10 mil obras disponíveis para leitura e apreciação. Lembrando que todo este material pode ser utilizado como fonte de pesquisa e referências, tanto da área artística, quanto da área textual. A gibiteca começou modesta, mas hoje ela é grandiosa, tanto pelo número de exemplares, por eles terem sido doados para o uso da comunidade, quanto pela qualidade das obras disponíveis”, enfatiza o Secretário de Cultura Nemésio Carlos da Silva.

 

 

Quem foi Silmar Geremia

 

Incentivador cultural, com renome na área do entretenimento e na divulgação científica, Silmar Geremia tinha gosto pelas Histórias em Quadrinhos, juntando ao longo de sua vida uma coleção particular com títulos clássicos, grandes quadrinistas e obras raras, com ênfase no gênero Super-herói.  A Gibiteca que leva o seu nome, homenageia e compartilha com a comunidade a sua paixão pela linguagem dos quadrinhos.

 

 

 

Créditos: SECOM PMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas

Informativo Cultural

Agenda

a exposição “O que VEM antes da nuVEM” faz um passeio no tempo mostrando suportes, mídias e players que fizeram história no registro de vídeos, fotografias e músicas até o momento atual, com o advento da digitalização dos arquivos. Serão expostas cerca de 50 peças que revelam como era feito o armazenamento e como eram os meios de reprodução antes do surgimento das chamadas “nuvens”. A abertura da exposição será na quinta-feira, 19, às 19h. A visitação segue até o dia 29 de fevereiro de 2020, com entrada gratuita, de terça a domingo das 10h às 21h. O agendamento é gratuito e contempla grupos de até 30 pessoas, que poderão apreciar a exposição em cartaz. O e-mail de contato é agendamentomis@fcc.sc.gov.br. Para os meses de janeiro e fevereiro estão programadas atividades paralenas, como oficinas e bate-papos.
Exposição “Narrativas (dis)corridas” // A exposição segue na Galeria Municipal de Arte Dalme Marie Grando Rauen, Praça Coronel, até o dia 01 de março de 2020. O horário de visita da exposição é terça à sexta-feira das 09 às 12 horas e das 13 às 16 horas. Sábados, domingos e feriados o horário é das 14 às 17 horas. É possível agendar visitas guiadas através do telefone (49) 3321-8509 ou pelo e-mail artesvisuais@chapeco.sc.gov.br.

Facebook

Intervalo Cultural